Dentes de leite: dentista Mayara Ferreira fala sobre cuidados

Você se preocupa com a saúde bucal dos seus filhos? Quando os cuidados com os dentes das crianças devem começar? Qual é o momento exato de se arrancar os dentes de leite? Essas são questões que chegam à cabeça de inúmeros papais e mamães. Cuidar dos dentes é sempre uma preocupação, afinal, manter a saúde bucal é fundamental não apenas para a boca, mas para o corpo inteirinho.

Pensando nesses cuidados, o MEU CATAVENTO COLORIDO entrevistou a dentista e pós-graduanda em Odontopediatria, Mayara Ferreira (CRO/BA 12923). Confira o bate-papo!

MEU CATAVENTO COLORIDO - Qual é o momento ideal para começar a cuidar dos dentes das crianças e como devem ser esses cuidados?

Mayara Ferreira - Na verdade, os cuidados devem começar quando a criança ainda não tem dentes! É importante higienizar a língua, a gengiva e os lábios após cada mamada. O ideal é que, para isso, seja utilizada uma fralda macia ou uma gaze embebida em soro fisiológico ou até água mineral. Esse procedimento evita o acúmulo de açúcar na boca da criança. Quando os primeiros dentes aparecerem, então é hora de visitar um odontopediatra. Este profissional vai orientar os pais e ensiná-los a cuidar dos dentes da criança.

Mayara Ferreira é dentista e
pós-graduanda em Odontopediatria
MEU CATAVENTO COLORIDO – Como é a troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes?

Mayara Ferreira - Os dentes decíduos (“dentes de leite”) começam a ser substituídos pelos permanentes por volta dos 6 ou 7 anos de idade. Geralmente os inferiores são os primeiros. A raiz do dente vai esfoliando, deixando o dente mole. Isso significa que o dente permanente já está totalmente desenvolvido dentro do osso e pronto para erupcionar (“nascer”).

MEU CATAVENTO COLORIDO - Qual é a forma correta de arrancar um dente de leite? Os pais podem fazer isso?

Mayara Ferreira - Muitos pais usam técnicas antigas pra extrair (arrancar) os dentinhos de leite do filho. Não se condena quem faz isso. Às vezes estão mesmo tão soltos que basta um pequeno puxão para eles saírem da gengiva. Se houver maior dificuldade, ou se os pais perceberem que o dente permanente está saindo no lugar errado (palato -“céu da boca”-, por exemplo), o ideal é procurar um odontopediatra. Tirar uma radiografia, anestesiar a criança e extrair o dente é o protocolo normal.

MEU CATAVENTO COLORIDO - O que os pais devem fazer quando os dentes permanentes começarem a nascer?

Mayara Ferreira - Nesse caso, é importante conscientizar os pais e as crianças que de os dentes permanentes são únicos e insubstituíveis. Por isso, é muito importante escová-los muito bem e fazer o uso adequado do fio dental e de enxaguantes bucais. Além disso, ter uma alimentação saudável e evitar o consumo excessivo de doces e bebidas adoçadas ajudam a proteger os dentes permanentes.

"Na verdade, os cuidados devem começar quando a criança ainda não tem dentes!", afirma Mayara. 

MEU CATAVENTO COLORIDO - Algumas crianças ainda chupam dedo e bico. Que mal isso pode causar?

Mayara Ferreira - Chupar dedo ou chupeta é considerado um hábito deletério, ou seja, um hábito que pode causar prejuízo a quem o pratica. Na boca acontece a má formação das arcadas dentárias e o espaçamento inadequado entre os dentes, levando a criança a ter uma mordida aberta. Esse problema influencia negativamente na mastigação, na fonação e na respiração. Na maioria desses casos, é necessária uma intervenção ortodôntica entre a infância e a pré-adolescência, para devolver à criança as suas funções normais.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Quem Comenta!

Faça contato!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Divulgue o Catavento!!!

MEU CATAVENTO COLORIDO

Translate!

Números

MEU CATAVENTO COLORIDO - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2015
Desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL